Conversa inesperada com minha avó

Entre as idas e vindas da memória de minha avó, efeito inevitável do Alzheimer, eis que ela me pergunta com a curiosidade de uma criança: “Por que você parou de comer carne?” Surpreso e sem saber muito como explicar para uma senhora, em seus quase 80 anos, todos os motivos que me fizeram optar pelo vegetarianismo, disse apenas: “Porque acho errado.”

_Errado por quê?

_Porque os animais são submetidos a muita dor e sofrimento para que a gente possa comê-los.

_Mas sempre foi assim. Os animais são criados para gente poder comer.

_Se eu maltratasse um cachorro, ou matasse um para comer, o que a senhora diria?

_Que é errado. É uma maldade maltratar ou matar um cachorro. Eu não concordo.

_Mas o cachorro não é bicho igual ao porco, a vaca e a galinha?

_É.

_Então, esses bichos não sentem dor também? Não sofrem quando são mortos para gente comer?

_É verdade. Dito assim…

_Eu não como carne porque acho errado fazer qualquer ser vivo sofrer.

_Então o que você faz é um ato de compaixão.

_De certa forma, acredito que sim.

_Então você fez bem em parar de comer carne.

Depois disso ela virou para lado e, após um breve silêncio, puxou outro assunto qualquer, algo de um passado no qual eu ainda nem existia. E esse diálogo, provavelmente vai ficar perdido em alguma parte de sua memória. Talvez nem será lembrado por ela. Mas me fez um bem 😉

Foto 0674

Advertisements

2 comments

  1. Doglismar Monteiro

    Maravilha hein Rike, entre as indas e vindas da memória, é muito bom saber que a pessoa que ela sempre foi, está ali em algum lugar !!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s