Perturbações da mais terna (ou seria tenra?) infância

Criança tem um jeito simples e sincero de constatar as coisas. Infelizmente, é desde criança que vamos sendo inseridos num universo que faz questão de ignorar incoerências sempre que elas, de alguma maneira, ameaçam o nosso bel-prazer. É mais fácil seguir o fluxo, que nos ensinou que sempre foi assim. À noite, povoam nossa imaginação com estórias repletas de bichinhos pelos quais torcemos e desenvolvemos empatia. Era uma vez… e o vínculo foi criado, conscientes nós ou não. No almoço do outro dia: lombinho… e lá se foram os três porquinhos. De terna (infância) para tenra (carne) é uma letra, que determina o destino do ser vivo: virou nada. Concordo com a Alana. “Que tristeza, né?”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s